Saúde Bucal

A saúde começa pela boca.

Saúde, limpeza e cuidados diários

Por que devemos garantir
uma saúde bucal impecável?


A placa bacteriana é a causadora de praticamente todos os problemas de gengiva. Uma escovação mal feita e o uso incorreto do fio dental promovem a inflamação superficial da gengiva, conhecida como gengivite. Neste estágio a gengiva sangra com facilidade, inclusive durante a escovação. Com o tempo esta placa calcifica, dando origem ao tártaro.

A partir daí a inflamação/infecção já pode atingir tecidos mais profundos, gerando o aparecimento de bolsas periodontais, retrações de gengiva e reabsorções ósseas, culminando com a perda do dente nos casos mais avançados.

O tratamento periodontal nada mais é do que a remoção do tártaro por instrumentos ultra-sônicos e da placa bacteriana pelo jato de bicarbonato, devolvendo a saúde para a gengiva. Em casos mais complexos, onde ocorre um comprometimento maior do periodonto, são necessárias curetagens e cirurgias.

Como fazer uma escovação correta?


Escovação Fio Dental

Deve ser feita sempre após as refeições e principalmente à noite, antes de deitar. A melhor escova é a de cerdas com dureza média ou macia. Utilize nas escovações uma boa pasta dental, que contenha flúor (para maiores de 5 anos de idade).

Não existem muitas diferenças significativas entre as diferentes marcas de pasta dental, portanto escolha a que melhor agrade ao seu paladar.

Nunca esqueça o Fio dental

Passe cuidadosamente o fio ao redor da base de cada dente como se estivesse “lustrando-os”, ultrapassando a linha de junção do dente com a gengiva. Nunca force o fio contra a gengiva, pois ele pode cortar ou machucar o tecido gengival. Siga com cuidado as curvas dos dentes.

Perguntas Frequentes


O que é a Cárie Dental?

A cárie dentária é uma doença infecciosa e contagiosa que afeta os tecidos mineralizados dos dentes. As cáries ocorrem somente quando há formação de placa dental sobre os dentes. O ácido formado pelas bactérias ataca a superfície do dente, causando a sua progressiva dissolução. Esta reação acontece sempre que acabamos de comer uma refeição e se acentua ao longo das horas. Ao higienizar corretamente seus dentes (com a escova e o uso de fio dental), você combaterá a placa bacteriana e conseqüentemente reduzirá a possibilidade de cáries dentárias.


O que é a Placa Bacteriana?

A placa bacteriana é uma película esbranquiçada que se deposita sobre os dentes e tecidos bucais, composta de bacterianas, resíduos alimentares e saliva. Essa placa converte os açúcares provenientes da alimentação em ácidos que podem causar a cárie dentária e a doença periodontal. Além disso, se não removida, a placa pode dar origem ao tártaro que pode levar à perda óssea e inflamação gengival. A formação da placa é contínua e somente pode ser controlada por hábitos regulares de higiene pessoal e profissional - promovidos pelo dentista. Quando o tártaro não é removido, vira um cálculo, geralmente de coloração preto amarronzada.


Como tratar o Mau-hálito?

O mau-hálito pode ter como causa uma grande variedade de fatores. Em alguns casos está ligado ao acúmulo de placa bacteriana sobre a língua, que deve ser removido com escovação. Porém, na maioria dos casos, pode ser um indicativo de doenças na boca, como periodontite, cáries e até câncer bucal. Existem doenças do trato digestivo que também podem causar mau hálito. Consulte o dentista caso não consiga controlar seu problema.


Como posso saber se tenho Câncer Bucal?

Realize um exame na sua boca, na face e no pescoço e procure por manchas, lesões brancas, aumento de volume ou outras feridas que demoram a curar. Qualquer sintoma deve ser comunicado imediatamente ao dentista. Para prevenir evite o consumo exagerado e freqüente de álcool e fumo. Procure um dentista regularmente para exame preventivo da boca.


É normal que as gengivas sangrem?

Não, o sangramento gengival é indicativo da existência de uma gengivite, ou seja, uma inflamação das gengivas, que habitualmente está associada à presença da placa bacteriana, na qual as gengivas apresentam-se inflamadas, avermelhadas e com aspecto inchado.


De quanto em quanto tempo devo ir ao dentista?

Cada um tem uma necessidade específica em relação ao tempo de intervalo entre as consultas. Geralmente as visitas são feitas de 6 em 6 meses e em alguns casos, 1 vez ao ano. Pergunte ao seu dentista sobre a sua necessidade.


Quero fazer um Implante mas tenho medo, o que fazer?

A instalação de um implante dentário é um procedimento muito simples. Em caso de um implante unitário, não deve levar mais do que 30 minutos. Em geral há apenas um desconforto leve após a colocação de um implante e você poderá trabalhar no dia seguinte. A colocação do implante no osso impressiona os pacientes, porém é importante dizer que no osso há pouca inervação, sendo que a gengiva é responsável pela sensibilidade, facilmente controlada por meio de medicamentos.


O que são implantes osseointegrados?

São uma nova geração de implantes, introduzidos a partir da década de 60, mas que só agora atingem um grau de aceitabilidade universal. São normalmente parafusos de titânio colocados em áreas desdentadas e que apresentam capacidade de exercer as funções mastigatórias e funcionais de maneira semelhante aos dentes naturais. Normalmente são colocados em duas etapas: uma para a inserção do implante de titânio propriamente dito - cirurgia mais extensa - e outra, alguns meses após, para a colocação de dispositivos que suportarão as próteses. Estas podem ser confeccionadas em curto período após a esta segunda etapa.


Qual a chance de um implante dar certo?

Estudos de longa duração demonstraram que certos tipos de implantes apresentam taxas de sucesso acima de 90%. Os índices de falha em desdentados totais inferiores são próximos a 0% (zero por cento) e na região posterior da maxila, com osso pouco denso e após a colocação de implantes curtos (devido aos seios maxilares), a taxa pode chegar a 33%.


Quais os riscos cirúrgicos?

Mínimos. A cirurgia é normalmente realizada com anestesia local e é muito menos traumática do que outros procedimentos cirúrgicos odontológicos, como a remoção de dentes inclusos. O pós-operatório é muito bom e a maioria dos pacientes não relata qualquer incomodo maior. Existe, porém, um certo risco inerente a qualquer intervenção cirúrgica - como infecção pós-operatória, edema demasiado e alguns outros, mas em índices muito baixos e que não contra-indicam a técnica.


Quanto tempo dura um implante? Qual sua vida útil?

Pode-se afirmar que em 95% dos casos, se os implantes não forem perdidos nos dois primeiros anos de uso, durarão por grande parte da vida do paciente.


Tenho uma bolinha de pús que aparece e desaparece de tempos em tempos, o que é?

Provavelmente trata-se de um abcesso dentário. Você deve consultar o dentista para que ele examine seu caso.


Faz alguns anos eu bati o meu dente e ele ficou escuro, por que isso ocorreu e como posso tratá-lo?

Em dentes que sofrem trauma, há, em alguns casos, uma hemorragia interna, que acaba por manchá-lo com os sais de ferro que vem da hemoglobina do sangue. Pode também haver a formação de uma camada adicional de dentina dentro do dente, que é mais amarelada. Nesses casos pode ser necessário realizar o tratamento de canal do dente. Em outros casos um clareamento dental unitário pode resolver o problema.


Sinto um barulho e/ou dor no ouvido quando mastigo ou abro a boca. Meu queixo pode cair?

Seu queixo não cairá, porém pode existir um problema grave na articulação mandibular que deve ser examinada pelo dentista. Na maioria dos casos o tratamento é feito com aparelhos removíveis também conhecidos como placa de mordida.


Sinto muita sensibilidade em meus dentes quando tomo água gelada, ou com o ar, qual o meu problema?

Muitas vezes esse tipo de sensibilidade é causado por retrações gengivais que expõem o o colo ou até a raiz do dente. O dentista deve avaliar seu caso para determinar a melhor conduta a seguir, que pode ser uma restauração dentária, uma aplicação de flúor concentrado na região, ou uma cirurgia para recobrir o colo. Uma cárie dentária também pode ser causa de dor.

De quanto em quanto tempo devo ir ao dentista?

Cada um tem uma necessidade específica em relação ao tempo de intervalo entre as consultas. Geralmente as visitas são feitas de 6 em 6 meses e em alguns casos, 1 vez ao ano. Pergunte ao seu dentista sobre a sua necessidade.

Convênios


AMS Petrobras
Plan Assiste
AMAGES